Doenças Ocupacionais

As Doenças Ocupacionais são aquelas produzidas, adquiridas ou desencadeadas pelo exercício da atividade ou em função de condições especiais de trabalho.

Doenças Ocupacionais
Ler/Dort – Lesões por esforços repetitivo/Distúrbios Osteo musculares Relacionados ao Trabalho (tendinites, tenossinovites e lesões de ombro).

Principais causas: 
– movimentos repetitivos
– posturas inadequadas
– pressão psicológica

Prevenção: 
– adequação do mobiliário, redução da necessidade do número de repetições; pausas e exercícios preparatórios e compensatórios.
– definição de metas adequadas; boas relações interpessoais, clareza sobre o que é esperado de cada profissional.
– programas de incentivo à prática regular de atividades físicas e ingestão frequente de líquidos.

Dorsalgias (hérnias de disco, “problemas de coluna”)

Principais causas:
– movimentos repetitivos e força com uso do tronco
– levantamento e transportes de pesos
– posturas inadequadas
– Obesidade e sedentarismo (fatores não necessariamente ocupacionais, porém muito significativos)

Prevenção: (Doenças Ocupacionais)
– adequação do mobiliário e equipamentos, fracionamento das cargas e do número de repetições (redução da velocidade de execução das tarefas).
– pausas e exercícios preparatórios e compensatórios.
– programas de incentivo à educação alimentar e à prática regular de atividades físicas.

Transtornos mentais (depressão/ansiedade/stress pós-traumático)

Principais causas:
– alta demanda, imprecisão quanto às expectativas
– metas inalcançáveis
– trabalho extremamente monótono
– percepção de trabalho “sem importância”
– violência no trabalho
– situações momentâneas e súbitas de alto nível de estresse
– testemunha constante de sofrimento humano de terceiros (profissionais de saúde, assistentes sociais)

Prevenção: (Doenças Ocupacionais)
– definição de metas adequadas; boas relações interpessoais; melhora da comunicação, reconhecimento do valor do trabalho realizado.
– programas de prevenção da violência nas atividades com risco elevado de assaltos/envolvimento ou repressão de atos violentos.
– programa de apoio e acompanhamento de profissionais vítimas de violência no trabalho ou submetidos a situações de estresse agudo de alta intensidade.
– e de profissionais que lidam constantemente com o sofrimento humano de terceiros.

Transtornos das articulações

Principais causas:
– posturas inadequadas
– movimentos repetitivos associados a cargas (membros inferiores)
– obesidade e sedentarismo (fatores não necessariamente ocupacionais, porém muito significativos)

Prevenção:
– adequação do mobiliário, redução da necessidade de uso da força e do número de repetições; pausas e exercícios preparatórios e compensatórios.
– definição de metas adequadas; boas relações interpessoais, clareza sobre o que é esperado de cada um.
– programas de incentivo à prática regular de atividades físicas e ingestão frequente de líquidos.

Varizes nos membros inferiores

Principais causas:
– trabalho em pé ou sentado com pouca movimentação
– obesidade e sedentarismo (fatores não necessariamente ocupacionais, porém muito significativos)

Prevenção: (Doenças Ocupacionais)
– análise ergonômica das tarefas para adequação do mobiliário e equipamentos, permitindo a alternância de posturas e mobilidade no posto de trabalho; exercícios preparatórios e compensatórios.
– programas de incentivo à educação alimentar e à prática regular de atividades físicas de intensidade moderada.

Transtornos auditivos (principalmente perda auditiva)

Principais causas:
– exposição a ruídos
– trabalho com produtos químicos, principalmente solventes (tinner, tolueno, xileno e similares)

Prevenção: (Doenças Ocupacionais)

– proteção coletiva com isolamento das fontes de ruído (medida mais importante).
– uso de protetor auditivo (medida complementar – não deve ser a única proteção).
– ventilação exaustora e/ou isolamento dos processos com uso de solventes.
– uso de máscaras de proteção: protetores respiratórios específicas para produtos químicos (medida complementar: não deve ser a única proteção).

(Fonte: Ministério do Trabalho)

Quer saber como podemos contribuir para melhorar os resultados da sua empresa, entre em contato conosco!

Deixe uma resposta